Paulo Afonso de Barros
preciosos segundos de paz...
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

Vida não se prende...

Depois de anos percebera que insistia em prender a vida, mas, ela já desvencilhada, seguira seu curso e ele, preso no passado, havia perdido muita vida e precioso tempo.

Sofrera a vida não vivida e o tempo já corrido, passado.

Sabe agora, vida não se prende, dela se apreende somente o que é concebido e internalizado.

O tempo de agora, do qual ele busca ansiosamente se apropriar, escorre pelos segundos de todos os dias.

Correndo contra o tempo dessa vida, ainda deseja conceber mais das sutilezas do que é verdadeiro, apropriando-se do que, na prática ficará, o intangível.

Paulo Afonso de Barros
Enviado por Paulo Afonso de Barros em 24/12/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar o autor Paulo Afonso de Barros_São José dos Campos_SP). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários